O amor pode nos tornar cegos para comportamentos que não toleraríamos de mais ninguém. Mas a psicologia nos diz que há certas ações que nunca devemos aceitar, não importa o quanto nos importemos com a pessoa.

A diferença se resume ao respeito. Tolerar comportamentos tóxicos muitas vezes significa ignorar o desrespeito, o que pode prejudicar a nossa auto-estima e o bem-estar geral.

Defender-se não é uma questão de confronto, mas de proteger sua saúde mental. E a psicologia nos fornece orientações claras sobre o que devemos observar.

Abaixo estão dez comportamentos que você nunca deve tolerar de alguém, mesmo que você a ame.

1) Comportamento desrespeitoso

O desrespeito pode assumir muitas formas e muitas vezes é difícil reconhecer quando estamos no meio disso, especialmente se nos preocupamos com a pessoa.

Não se trata apenas de grosseria ou comentários ofensivos. Pode ser tão sutil quanto descartar seus pensamentos, ignorar suas necessidades ou menosprezar suas conquistas.

O renomado psicólogo Dr. John Gottman afirma que o desprezo, uma forma de desrespeito, é o “beijo da morte” para um relacionamento. Cria um nível de negatividade que é destrutivo e corrosivo.

Todos merecem respeito básico em qualquer relacionamento. Não tolere desrespeito, por mais que você ame a pessoa.

Se alguém o desrespeita continuamente, é hora de reconsiderar seu relacionamento com essa pessoa.

2) Manipulação emocional

A manipulação emocional é uma tática que infelizmente experimentei em primeira mão. Num relacionamento passado, meu parceiro costumava usar a culpa para controlar minhas ações e decisões. Eles diziam coisas como: “Se você realmente me amasse, faria isso por mim”, fazendo com que eu me sentisse preso e culpado.

Esta forma de manipulação é extremamente prejudicial e vai contra os princípios fundamentais de um relacionamento saudável: confiança, respeito e honestidade.

É essencial reconhecer esses padrões desde o início e tomar medidas para resolvê-los ou afastar-se totalmente da situação. O amor nunca deve envolver manipulação.

3) Críticas constantes

Todos nós temos nossas falhas e críticas construtivas podem ser benéficas para o crescimento. No entanto, há uma linha tênue entre feedback útil e críticas constantes.

Se alguém está sempre apontando seus defeitos e raramente valorizando seus pontos fortes, isso pode prejudicar sua autoestima e fazer você questionar seu valor. Este não é um aspecto de um relacionamento amoroso.

O famoso psicólogo Carl Rogers disse certa vez: “O curioso paradoxo é que, quando me aceito tal como sou, posso mudar”.

A aceitação é um aspecto vital de qualquer relacionamento. Se você é continuamente criticado, talvez seja hora de reavaliar o relacionamento para proteger sua saúde mental.

4) Violação de limites

Os limites são cruciais para manter um relacionamento saudável. Eles são uma expressão de nossas necessidades, nossos valores e nossos limites. Infelizmente, algumas pessoas optam por ignorar ou violar esses limites.

Se alguém desrespeita consistentemente seus limites, é um sinal claro de desrespeito aos seus sentimentos e autonomia. Esse comportamento é inaceitável, independentemente dos seus sentimentos pela pessoa.

O psicólogo Dr. Henry Cloud disse uma vez: “Os limites nos definem. Eles definem o que sou eu e o que não sou eu.”

Ao estabelecer limites claros, protegemos a nossa auto-identidade e garantimos que somos respeitados nas nossas relações. A violação destes limites nunca deve ser tolerada.

5) Abuso verbal

O abuso verbal é um sinal de alerta significativo em qualquer relacionamento e é mais comum do que você imagina. Vai além de gritar ou xingar; também pode ser depreciação, humilhação ou sarcasmo constante.

As palavras têm poder e usá-las para magoar alguém é uma indicação clara de um relacionamento doentio.

Não importa o quanto você ame alguém, você nunca deve tolerar abuso verbal.

6) Falta de apoio

Num relacionamento saudável, ambas as partes devem ser líderes de torcida uma da outra, apoiando-se em momentos de triunfo e provações.

No entanto, se você descobrir que seu parceiro não apoia ou até mesmo despreza seus objetivos e conquistas, esse é um comportamento que não deve ser tolerado.

O estimado psicólogo Dr. Brene Brown enfatiza o poder da empatia e do apoio, afirmando: “Conexão é a razão pela qual estamos aqui; dá propósito e significado às nossas vidas.”

A falta de apoio pode criar uma sensação de desconexão e solidão. Se você se encontrar em tal situação, talvez seja hora de reconsiderar a dinâmica de seu relacionamento.

7) Controle e domínio

Um relacionamento amoroso deve ser uma parceria, não um jogo de poder. Se alguém tenta continuamente controlar ou dominar você, tomando todas as decisões sem a sua opinião, é um sinal claro de uma dinâmica prejudicial.

O controle e o domínio em um relacionamento podem levar a graves efeitos psicológicos.

Você tem voz e suas opiniões são importantes. Não tolere alguém tentando silenciar ou controlar você, não importa o quanto você o ame.

8) Desonestidade

A confiança é a base de qualquer relacionamento, e a desonestidade pode corroê-la gravemente. Quer se trate de mentiras constantes, retenção de informações ou traição, comportamentos desonestos não têm lugar em um relacionamento amoroso.

Como disse certa vez o renomado psicólogo Carl Jung: “Você é o que faz, não o que diz que fará”.

As ações realmente falam mais alto que as palavras. Se as ações de alguém mostram consistentemente desonestidade, é um comportamento que você não deve tolerar, independentemente de seus sentimentos por essa pessoa.

9) Negligência e indiferença

A negligência e a indiferença podem ser tão prejudiciais quanto o abuso total em um relacionamento.

Se alguém ignora consistentemente suas necessidades, não demonstra interesse em seus sentimentos ou o trata como uma reflexão tardia, é um sinal claro de negligência emocional.

Todos merecem se sentir valorizados e cuidados em um relacionamento. Se você está enfrentando constante negligência ou indiferença, é hora de reavaliar o relacionamento.

10) Agressividade passiva

A agressividade passiva pode ser uma forma sutil, mas prejudicial, de comportamento tóxico. Inclui ações como silenciar você, guardar rancor ou fazer críticas indiretas. Esses comportamentos costumam ser uma forma de expressar raiva ou ressentimento sem confronto aberto.

O psicólogo Dr. Daniel Goleman, famoso por seu trabalho sobre inteligência emocional, disse: “O comportamento passivo-agressivo pode ser tão simples quanto um desonesto: “Estou bem”, quando você está tudo menos bem”. É uma maneira pouco saudável de lidar com emoções e problemas.

A comunicação aberta é vital em um relacionamento. Não tolere comportamentos passivo-agressivos que prejudiquem essa transparência e honestidade.

Perdeu seu senso de propósito?

Nesta era de sobrecarga de informação e pressão para satisfazer as expectativas dos outros, muitos lutam para se conectarem com o seu propósito e valores fundamentais. É fácil perder a bússola interior.

Jeanette Brown criou este PDF gratuito de descoberta de valores para ajudar a esclarecer suas motivações e crenças mais profundas. Como experiente coach de vida e professora de autoaperfeiçoamento, Jeanette orienta as pessoas em grandes transições, realinhando-as com seus princípios.

Seus exercícios de valores exclusivamente perspicazes iluminarão o que o inspira, o que você representa e como pretende operar. Isso serve como um filtro refrescante para desligar o ruído social, para que você possa fazer escolhas baseadas no que é mais importante para você.

Com seus valores claramente ancorados, você ganhará direção, motivação e bússola para tomar decisões a partir do seu melhor – em vez de emoções passageiras ou influências externas.

Pare de vagar sem propósito. Redescubra o que faz você ganhar vida com o guia de clareza de valores de Jeanette Brown.

Você gostou do meu artigo? Curta-me no Facebook para ver mais artigos como este em seu feed.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.