A linguagem corporal é uma forma poderosa de comunicação.

Perceber sinais sutis pode dizer se alguém está entediado, hostil, engajado ou ansioso para ouvir mais.

Não só isso, mas pode até fornecer informações sobre a capacidade da pessoa de regular suas emoções e ter empatia pelos outros.

Aqui estão 11 sinais de linguagem corporal pouco conhecidos que sinalizam baixa inteligência emocional.

Conhecer seu público ajuda a evitar dramas desnecessários.

1) Invasão do espaço pessoal

Já teve que conversar com alguém que está muito na sua cara?

Você nem está em uma sala lotada, mas eles parecem não entender o conceito de espaço pessoal – e invadem o seu com indiferença.

Essa pessoa pode ter tido baixa inteligência emocional.

Invadir o espaço pessoal de alguém sem considerar seus limites reflete falta de empatia.

Se alguém fizer isso sem querer ser agressivo, poderá ter dificuldade em captar os sinais sociais e não conseguir compreender que invadir o espaço de alguém é desconfortável.

A pior parte é que, ao se sentir ameaçado pela proximidade de outra pessoa, você fica na defensiva.

Qualquer semelhança com um diálogo produtivo é descartada.

Uma chatice, com certeza.

2) Inquietação

A inquietação indica falta de autorregulação, que é um componente-chave da inteligência emocional.

Pessoas com elevada inteligência emocional sabem como gerir eficazmente as suas emoções, por isso são menos propensas a demonstrar que estão entediadas ou impacientes, especialmente num contexto formal.

Alguém menos versado em regulação emocional, por outro lado, tem dificuldade em controlar seus impulsos, levando à inquietação e à necessidade de movimento constante.

A inquietação também pode indicar falta de consciência dos sinais sociais.

Se alguém tem baixa inteligência emocional, pode não conseguir reconhecer quando sua inquietação é inadequada ou perturba os outros.

Além disso, podem não compreender como a sua inquietação os faz parecer desinteressados ​​perante o orador, que provavelmente ficará ofendido pela sua aparente distração.

Você vive e você aprende.

3) Falha no espelhamento

O espelhamento é a imitação subconsciente dos gestos, padrões de fala e atitudes de outras pessoas durante as interações sociais.

Quando você (subconscientemente) espelha alguém, você constrói relacionamento e expressa empatia.

Porém, se alguém tiver baixa inteligência emocional, pode não conseguir espelhar as pessoas com quem interage, causando uma desconexão:

  • Você fala com uma voz calma e comedida, eles falam rápido e alto
  • Você sorri calorosamente, eles olham para você com uma cara séria
  • Você usa uma linguagem informal, eles falam palavras grandes ou acadêmicas
  • Você se inclina para frente para expressar interesse na conversa, eles relaxam na cadeira

Indivíduos com baixa inteligência emocional lutam para adaptar o seu comportamento ao contexto social ou às necessidades dos outros.

Em outras palavras, o espelhamento não está no topo da lista de tarefas.

4) Gestos insensíveis

Um dos meus amigos tem a pior cara de pôquer do mundo.

Se ela ficar irritada com algo que você diz, você saberá imediatamente.

Ela revira os olhos, olha repetidamente para o telefone e ergue as sobrancelhas em desaprovação.

Seu rosto é um livro aberto.

Estou acostumado com as expressões dela, mas às vezes eles irritam os outros, especialmente se não a conhecem muito bem.

E o mais engraçado é que ela não tem nenhuma inteligência emocional baixa.

Ela é apenas seletiva sobre quem escolhe entreter e não tem interesse em fazer os outros se sentirem confortáveis.

Enquanto isso, indivíduos com baixa inteligência emocional podem deixar de considerar como seus gestos ou palavras impactam emocionalmente os outros.

Eles têm dificuldade em se colocar no lugar dos outros, por isso não veem como revirar os olhos pode ser prejudicial.

Além disso, muitas vezes completam seus gestos com linguagem ou humor inadequados, tornando a situação ainda mais estranha.

Caramba!

5) Falta de contato visual

O contato visual é um aspecto fundamental da comunicação não-verbal, portanto, a falta dele pode indicar que a pessoa com quem você está lidando não tem uma pontuação alta na escala de inteligência emocional.

Intimamente ligado à empatia, o contato visual transmite sua capacidade de compreender e compartilhar os sentimentos dos outros.

Diz à outra pessoa que você está envolvido na conversa e que ela é compreendida.

Basicamente, é uma forma de feedback social, fornecendo pistas sobre os sentimentos da outra pessoa e o nível de envolvimento na interação.

Se alguém tem baixa inteligência emocional, terá dificuldade em interpretar essas dicas com precisão.

Como resultado, têm dificuldades em manter o nível adequado de contacto visual necessário para uma troca bem-sucedida.

Eles podem desviar o olhar no meio da conversa ou olhar por cima do seu ombro enquanto você fala.

É verdade que o contato visual é bastante íntimo. Pode parecer opressor para alguém com baixa auto-estima, por exemplo.

De modo geral, porém, se a pessoa com quem você está conversando não olha nos seus olhos, suas emoções estão tudo menos reguladas.

6) Postura fechada

Não é segredo que uma postura fechada pode dificultar a interação social.

Se alguém parece não ter vontade de conversar, é menos provável que outras pessoas se aproximem dele e conversem um pouco.

É por isso que cruzo os braços quando estou no trem e uso fones de ouvido enormes.

Como introvertido, gosto de ficar na minha pequena bolha de solidão.

Porém, quando você está em um ambiente mais social, como uma festa ou evento, ter uma postura fechada pode sinalizar baixa inteligência emocional.

Misture braços cruzados com ombros curvados e mandíbula cerrada e é óbvio que você está lidando com alguém que não quer estar presente ou é menos receptivo às emoções dos outros.

Você terá que investigar um pouco para descobrir qual opção se aplica.

7) Postura agressiva

Outro sinal de linguagem corporal pouco conhecido que sinaliza baixa inteligência emocional é a postura agressiva:

  • Postura rígida, com o corpo ereto e tenso
  • Olhos estreitados
  • Sobrancelhas franzidas
  • Peito inchado
  • Punhos cerrados

Se você não fez nada para provocar a pessoa que parece conflituosa, ela pode simplesmente ter dificuldade em regular suas emoções.

Mesmo que você fizesse isso, alguém com alta inteligência emocional seria capaz de manter uma aparência calma enquanto procura uma maneira de navegar no conflito de forma construtiva.

Recorrer a um comportamento agressivo para afirmar o domínio dificulta a comunicação eficaz e diminui as hipóteses de se chegar a uma solução mutuamente benéfica.

Se você encontrar alguém com uma postura agressiva na natureza, sugiro fortemente que não se envolva.

8) Gestos exagerados

Gestos exagerados frequentemente indicam falta de sensibilidade às normas sociais.

Indivíduos com baixa inteligência emocional podem não reconhecer que os seus gestos são inadequados para a situação, levando a interações desagradáveis.

Quando isso acontece, sua linguagem corporal se torna exagerada, fazendo com que os outros se sintam deslocados.

Você pode pegá-los agitando os braços descontroladamente ou se debatendo excessivamente enquanto falam.

Dependendo da situação, eles podem apontar o dedo, bater com os punhos na mesa, contorcer o rosto de maneiras extremas ou usar gestos excessivamente enérgicos.

Você entendeu a ideia.

Ser apaixonado não significa que você tenha que perturbar todos os outros.

9) Expressões faciais inconsistentes

Expressões faciais inconsistentes são outra pista não verbal que pode indicar falta de regulação emocional.

Quando alguém luta para controlar suas emoções, isso leva a flutuações nas expressões faciais que não refletem com precisão seu estado interno.

Eles podem sorrir ao discutir um assunto sombrio ou franzir a testa durante uma conversa alegre sem motivo aparente.

Ou podem passar rapidamente do riso às lágrimas. Pessoas com baixa inteligência emocional nem sempre conseguem controlar suas mudanças de humor.

Eles também podem usar expressões que parecem forçadas, como um sorriso exagerado ou uma careta estranha.

Seja o que for, você notará que a linguagem corporal deles não corresponde ao contexto.

10) Interrupções frequentes

Interrupções frequentes não são apenas rudes; eles demonstram falta de empatia e respeito pelas contribuições de outras pessoas.

Quando alguém interrompe constantemente os outros, está priorizando suas próprias necessidades e desejos, o que sinaliza baixa inteligência emocional.

Além disso, as interrupções sugerem falta de controle dos impulsos, o que pode sugerir que a pessoa não é boa em regular suas emoções.

A comunicação eficaz requer não apenas expressar seus pensamentos, mas também ouvir ativamente e considerar os pontos de vista dos outros.

Isso não é algo em que as pessoas com baixa inteligência emocional se destacam.

11) Zero feedback não-verbal

A ausência de feedback não-verbal em uma interação pode ser enervante.

Quando a pessoa com quem você está tentando conversar não lhe dá absolutamente nada com que trabalhar, você fica questionando suas próprias habilidades sociais.

Imagine alguém olhando para você sem expressão enquanto você fala. Nenhum “Mm-hmm” simpático. Sem sorriso. Sem gestos.

Você pode sentir o frio se instalando em seus ossos.

Talvez essa pessoa seja rude, claro.

Ou talvez tenham baixa inteligência emocional.

De qualquer forma, há poucas chances de você conseguir se conectar profundamente com eles.

Pensamentos finais

Interagir com alguém que tem baixa inteligência emocional pode ser frustrante.

Você pode ser submetido a comentários insensíveis, ter dificuldade em transmitir sua mensagem ou ter suas opiniões rejeitadas imediatamente.

Arme-se com paciência e seja o mais claro possível.

Depois de reconhecer os sinais sutis da linguagem corporal acima, você entende que não deve levar a atitude da pessoa para o lado pessoal.

Há uma chance de que eles não tenham a intenção de ofendê-lo.

Isso é exatamente quem eles são.

Perdeu seu senso de propósito?

Nesta era de sobrecarga de informação e pressão para satisfazer as expectativas dos outros, muitos lutam para se conectarem com o seu propósito e valores fundamentais. É fácil perder a bússola interior.

Jeanette Brown criou este PDF gratuito de descoberta de valores para ajudar a esclarecer suas motivações e crenças mais profundas. Como experiente coach de vida e professora de autoaperfeiçoamento, Jeanette orienta as pessoas em grandes transições, realinhando-as com seus princípios.

Seus exercícios de valores exclusivamente perspicazes iluminarão o que o inspira, o que você representa e como pretende operar. Isso serve como um filtro refrescante para desligar o ruído social, para que você possa fazer escolhas baseadas no que é mais importante para você.

Com seus valores claramente ancorados, você ganhará direção, motivação e bússola para tomar decisões a partir do seu melhor – em vez de emoções passageiras ou influências externas.

Pare de vagar sem propósito. Redescubra o que faz você ganhar vida com o guia de clareza de valores de Jeanette Brown.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.