Os fãs de futebol não poderão mais comprar kits de futebol alemães personalizados da adidas com o número 44, após críticas sobre suas semelhanças com um símbolo nazista.

De acordo com relatos, muitos compararam a fonte usada nos kits de número 44 com a do símbolo rúnico nazista Schutzstaffel (SS) Armanen. A SS operava sob o comando de Adolf Hitler e do Partido Nazista e era conhecida por ser um dos maiores perpetradores do Holocausto. O historiador Michael König foi o primeiro a apontar a questão e classificou o design dos kits como “muito questionável”.

Oliver Brüggen, porta-voz da adidas, esclareceu que quaisquer semelhanças não foram deliberadas: “Pessoas de cerca de 100 países trabalham na Adidas. A nossa empresa defende a promoção da diversidade e da inclusão e, como empresa, fazemos campanhas activas contra a xenofobia, o anti-semitismo, a violência e o ódio em todas as formas.” Ele acrescentou: “Quaisquer tentativas de promover pontos de vista divisivos ou excludentes não fazem parte dos nossos valores como marca”. A gigante do calçado também disse BBC numa declaração separada de que a Federação Alemã de Futebol (DFB) e os seus parceiros foram responsáveis ​​pelos designs dos kits.

A DFB recorreu a X para afirmar que os números foram enviados à UEFA para revisão e que “(n)uma das partes envolvidas viu qualquer proximidade com o simbolismo nazi no processo de criação do design da camisola”. Eles continuaram: “No entanto, levamos os comentários muito a sério e não queremos fornecer uma plataforma para discussões. Iremos desenvolver um design alternativo para o número 4 e coordená-lo com a UEFA.”

Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.