Os principais índices de Wall Street estão em queda nesta terça-feira (13), atingindo mínimas de uma semana, em resposta à divulgação da inflação ao consumidor (CPI) dos Estados Unidos em janeiro, que veio acima das projeções de analistas, elevando as apostas de uma espera maior do Fed antes de começar a cortar as taxas de juros.

Às 14h20 (horário de Brasília), o índice Dow Jones perdia 1,18%, uma queda de mais de 450 pontos. O S&P 500 recuava 1,17%, enquanto a Nasdaq estava em queda de 1,49%.

O índice de small caps Russell 2000 mostrava queda de 2,9%, a caminho doque pode ser seu pior dia em quase um ano.

Ativos mais sensíveis às taxas, como Microsoft, Alphabet, Amazon e Meta estavam com perdas em torno de 1% nesse horário.

Lara Rhame, economista-chefe para os EUA da FS Investments, comentou que, mesmo com surpresas em relação à inflação que vem dos salários, os mercados tinham se apegado à ideia de que o Fed ainda poderia cortar as taxas mais cedo, mas que isso mudou. “Hoje, o sentimento do mercado está sendo confrontado com a realidade e você simplesmente não pode escapar do fato de que o Fed pode ter que ser mais cauteloso.”

​ Art Hogan, estrategista-chefe de mercado da B. Riley Financial, disse à CNBC que o CPI de janeiro pode muito bem ser uma desculpa fácil para tirar um pouco da espuma do topo do mercado, que tem estado universalmente em alta neste ano.

“O CPI foi apenas um pouco mais quente do que as expectativas e uma prova positiva de que não estamos numa trajetória linear, mas sim numa trajetória descendente.”

A postagem Bolsas dos EUA mantêm queda após inflação mais quente que o esperado em janeiro apareceu primeiro em InfoMoney.

Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.