Drake Bell sabia que Josh Peck sempre estaria lá para ajudá-lo quando ele estivesse caído.

Em nova entrevista ao Não é magro, mas não é gordo podcast, Bell, que revelou na docuseries Silêncio no set que ele foi abusado sexualmente pelo treinador de voz Brian Peck, compartilhou que Josh (sem parentesco com Brian) estava ao seu lado na época em que ele estava sendo abusado.

Bell também agradeceu a Peck – com quem co-estrelou Drake e Josh – por seu apoio em particular depois de apresentar as acusações no mês passado.

“Josh trabalhou O show da Amanda, então ele viu e sabia o que estava acontecendo”, disse Bell no episódio de 2 de abril. “Agradeço que ele tenha me procurado em particular e não tenha ido direto à mídia, porque estava lá comigo e viu o que eu estava passando.”

Bell compartilhou que Peck não sabia a natureza exata do abuso que estava enfrentando no momento em que acontecia. “É claro que, assistindo ao documentário, ele aprendeu tanto sobre o que eu passei que acho que ele foi muito sensível e fez questão de entrar em contato comigo em particular”, disse ele.

Peck compartilhou seu apoio a Bell e seus colegas da Nickelodeon que se manifestaram em uma nota no Instagram, dizendo que precisava de “alguns dias para processar” a série Investigation Discovery. Ele disse que queria “dar meu apoio aos sobreviventes que foram corajosos o suficiente para compartilhar com o mundo suas histórias de abuso emocional e físico nos sets da Nickelodeon”.

Peck continuou: “As crianças devem ser protegidas. Reviver isto publicamente é incrivelmente difícil, mas espero que possa trazer cura para as vítimas e suas famílias, bem como as mudanças necessárias para a nossa indústria.”

Naquela época, Peck estava recebendo comentários acalorados nas redes sociais por não se manifestar após a série documental. Bell efetivamente pediu aos fãs que parassem TikTok logo depois, dizendo: “Processar isso e passar por isso é um momento muito emocionante, e muito disso é muito, muito difícil, então nem tudo é divulgado ao público”.

Tendendo

Observando que Peck de fato o contatou, ele acrescentou: “Tem sido muito delicado, mas ele entrou em contato para falar comigo e me ajudar a resolver isso. E ele tem sido muito, muito bom.”

Brian Peck foi preso por 11 acusações de abuso sexual infantil em 2003 e, um ano depois, não contestou duas acusações de abuso sexual infantil. Ele foi condenado a 16 meses de prisão e a se registrar como agressor sexual. A identidade do acusador não era conhecida na época, mas desde então foi revelada como Bell.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.