Ferrugem diretor Joel Souza relembrou os momentos desorientadores que se seguiram ao ser baleado acidentalmente no set e o pedido de desculpas que ouviu a armeira Hannah Gutierrez-Reed proferir, durante o julgamento de homicídio culposo deste último, Variedade relatórios.

Souza – que não havia compartilhado publicamente suas lembranças do incidente – foi baleado no ombro, enquanto a diretora de fotografia Halyna Hutchins foi mortalmente atingida no peito, quando Alec Baldwiin acidentalmente disparou uma arma cenográfica enquanto ensaiavam uma cena para o filme. No tribunal na sexta-feira, 1º de março, Souza lembrou-se de ter ouvido o tiro disparar e depois se sentido como se “alguém tivesse acertado meu ombro com um taco de beisebol”.

Nos momentos que se seguiram, Souza disse que se lembrou de ter gritado de dor, de ter visto sangue nas costas de Hutchins e de ter avistado Gutierrez-Reed na igreja onde a cena estava sendo ensaiada. “Ela parecia perturbada”, disse Souza. “Lembro-me dela dizendo: ‘Sinto muito. Sinto muito, Joel. E eu me lembro de alguém gritando com ela, e eles simplesmente a expulsaram.”

Gutierrez Reed enfrenta acusações de homicídio culposo e adulteração de provas, das quais se declarou inocente. Ela é acusada de carregar negligentemente uma bala real no revólver Colt calibre .45 que Baldwin disparou acidentalmente.

Em outro momento chave de seu depoimento, Souza disse que não sabia como uma hélice com cartuchos reais foi parar nas mãos de Baldwin. “Não vi ninguém dar isso a ele”, admitiu, acrescentando que havia “muita coisa acontecendo” na época (via Prazo final). Souza testemunhou posteriormente que, enquanto estava no hospital, se recusou a acreditar que havia levado um tiro ou que havia uma bala viva na arma.

“Simplesmente não funcionou para mim”, lembrou ele. “Eu simplesmente dizia: ‘Você não entende. Não não não. Este é um cenário de filme. Isso não é possível… Simplesmente não é possível que haja uma rodada ao vivo.”

Souza acrescentou: “Eles eventualmente se cansaram de eu protestar e me mostraram o raio X das minhas costas e havia uma bala muito grande”.

Souza também respondeu algumas perguntas sobre segurança no set. Ele reconheceu algumas de suas próprias deficiências, dizendo que só soube o que era a bala “fictícia” depois do tiroteio e que não sabia muito sobre os boletins de segurança usados ​​para supervisionar o uso de armas no set. Ele disse que David Halls, primeiro assistente de direção em Ferrugemera o oficial de segurança oficial da produção, mas acrescentou que todos os membros da tripulação eram responsáveis ​​pela segurança.

Tendendo

(Halls entrou com um apelo sem contestação a uma acusação de contravenção por uso negligente de uma arma mortal no ano passado; ele foi condenado a seis meses de liberdade condicional não supervisionada.)

O julgamento de Gutierrez-Reed começou em 22 de fevereiro e deve durar duas semanas. Baldwin também enfrenta uma acusação de homicídio involuntário, da qual se declarou inocente. Seu julgamento está provisoriamente marcado para começar em 10 de julho.

Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.