Normalmente existem dois tipos de pessoas em qualquer evento social.

Aquele que domina a conversa e envolve sem esforço as pessoas ao seu redor com suas histórias e opiniões animadas.

E aquele que se encolhe no canto, evitando os holofotes e quase tendo um ataque de pânico sempre que alguém se aproxima.

Ok, claro, há muitas pessoas entre essas duas extremidades. Mas o que quero dizer é que é fácil identificar alguém que é socialmente confiante e alguém que não o é.

A falta de confiança em suas habilidades sociais não causa apenas ansiedade e constrangimento. Também pode prejudicar gravemente sua capacidade de fazer conexões.

Mas há esperança no horizonte!

Compreender os comportamentos associados a habilidades sociais deficientes pode ajudá-lo a reconhecer e lidar com suas inseguranças, levando a interações sociais mais gratificantes.

Aqui estão os 8 comportamentos mais comuns que indicam que alguém precisa de mais confiança em suas habilidades sociais.

1) Evitar contato visual

Um dos sinais sutis, porém comuns, de insegurança social é evitar o contato visual.

Se alguém não tem confiança em suas habilidades sociais, sente-se desconfortável em fazer contato visual direto.

Em vez de olhar nos olhos da pessoa com quem estão falando, eles desviarão o olhar ou focarão em objetos ou arredores.

Para a outra pessoa, pode parecer que ela está desinteressada ou desinteressada.

Mas, na verdade, esse comportamento sinaliza desconforto ou falta de autoconfiança.

O contato visual é uma parte crucial da comunicação eficaz. Portanto, esse comportamento (que muitas vezes é inconsciente) pode prejudicar significativamente a sua capacidade de promover conexões significativas.

Além disso, pesquisas descobriram que a falta de contato visual pode torná-lo mais vulnerável à persuasão.

Também prejudica a sua capacidade de ler as expressões faciais da outra pessoa, tornando mais difícil entender o que ela realmente está dizendo.

Aqui está outro comportamento típico de linguagem corporal em alguém que não tem confiança em suas habilidades sociais…

2) Postura fechada

Quando alguém é socialmente confiante, fica ereto, com o peito aberto, os ombros para trás e os braços ao lado do corpo.

Mas quando alguém está socialmente ansioso ou inseguro, provavelmente:

  • Cruze os braços na frente do peito
  • Curve os ombros
  • Mantenha a cabeça baixa

Isso é conhecido como postura fechada, que pessoas inseguras usam subconscientemente como mecanismo de proteção nas conversas.

Essa postura serve como uma tentativa de se proteger de possíveis rejeições ou julgamentos.

Se você não tiver confiança, poderá usar seu corpo para criar uma barreira física, na esperança de que isso, por sua vez, proteja seus sentimentos de serem feridos.

No entanto, esta postura sinaliza atitude defensiva e uma atitude fechada em relação aos outros, impedindo a conexão e a comunicação genuínas.

3) Rindo nervosamente

Há uma grande diferença entre uma risada confiante e autêntica e uma risada falsa enraizada na ansiedade.

O riso nervoso é um comportamento típico que pessoas sem confiança usam nas interações sociais.

Sua reação padrão é rir nervosamente quando confrontados com incerteza ou desconforto.

Serve como um mecanismo de enfrentamento, mas raramente é bem recebido, pois parece forçado ou falso.

Se você não tiver confiança, poderá recorrer a esse comportamento sempre que receber um elogio.

Pessoas inseguras acham difícil aceitar elogios. Então, em vez de agradecer, você pode rir e mudar de assunto.

Outra situação em que você pode usar o riso nervoso é quando sente tensão.

Por exemplo, se você acidentalmente disse algo errado e está preocupado por ter ofendido alguém, você pode rir na tentativa de dissipar qualquer tensão.

4) Usar palavras de preenchimento excessivas

Se alguém usa constantemente palavras de preenchimento como ‘erm’ e ‘uh’ quando fala, é mais provável que não tenha confiança em suas habilidades sociais.

Quando alguém tem ansiedade social, pode ser um desafio encontrar as palavras certas para dizer e juntá-las em uma frase da maneira correta.

Em vez disso, eles podem confundir as palavras ou sentir que sua mente ficou em branco.

Os momentos de silêncio que isso cria podem parecer muito estranhos, então você pode inconscientemente usar palavras de preenchimento como espaços reservados para preencher qualquer silêncio potencial,

Como você não se sente confiante no que eles estão dizendo, você teme que a outra pessoa o julgue ou avalie negativamente. Assim, você evita lacunas na sua fala para parecer mais seguro de si.

Mas, como descobriu a pesquisa, esta é a pior coisa a fazer. Usando palavras de preenchimento fazem você parecer menos confiante e menos credível do que permitir lacunas na conversa.

Usar muitas palavras de preenchimento também pode distrair o ouvinte do que você está tentando transmitir, resultando em compreensão reduzida.

E falando em palavras, aqui está uma que pessoas inseguras e ansiosas usam excessivamente…

5) Ser excessivamente arrependido

A citação pode dizer: ‘Desculpe parece ser a palavra mais difícil’. Mas para pessoas que não têm confiança nas suas habilidades sociais, é uma das palavras mais usadas.

Pessoas socialmente ansiosas ou inseguras tendem a pedir desculpas excessivamente por pequenos erros ou ofensas percebidas.

Freqüentemente, eles chegam ao ponto de pedir desculpas quando a outra pessoa está errada, e não eles.

Porque é que eles fazem isto?

Esse comportamento decorre do medo de ser julgado ou rejeitado.

Você pode achar que usar excessivamente a palavra desculpe faz você parecer gentil. Como resultado, você acredita que os outros têm menos probabilidade de iniciar conflitos e reagir negativamente a você.

Mas, na realidade, você não parece tão gentil e doce. Em vez disso, apenas destaca ainda mais sua baixa auto-estima e incompetência social.

Alguns estudos também descobriram que as pessoas ficam irritadas com o excesso de desculpas dos outros.

6) Dificuldade em estabelecer limites

Embora as pessoas socialmente inseguras não tenham problemas em pedir desculpas, uma palavra com a qual têm dificuldade é “não”.

As pessoas com falta de confiança consideram um desafio impor limites de forma eficaz.

Além da dificuldade em dizer não, você pode achar difícil expressar suas necessidades e preferências.

Por que?

Tudo se resume ao medo do conflito ou da rejeição.

Para ser querido e aceito, você pode optar por tolerar comportamentos desconfortáveis ​​ou desrespeitosos de outras pessoas.

É claro que isso corrói ainda mais sua autoconfiança e valor próprio.

Além do mais, pode impactar negativamente a sua saúde mental e até levar ao esgotamento.

7) ‘Sentado em cima do muro’

Se você nunca ouviu a frase ‘ficar em cima do muro’, deixe-me explicar…

Quando alguém está “em cima do muro”, permanece indiferente e evita apoiar um determinado lado da discussão.

Pessoas que não têm confiança muitas vezes hesitam em compartilhar seus pensamentos ou opiniões por medo de julgamento ou rejeição.

Então, em vez disso, permanecem calados, contribuindo o mínimo possível para a conversa.

Como você sabe se faz isso?

Bem…

Se você estiver conversando cara a cara e a outra pessoa perguntar sua opinião, você tentará desviar a conversa mudando de assunto.

Normalmente, as pessoas que não têm confiança iniciam conversas superficiais, evitando conversas mais profundas que exigem vulnerabilidade e autenticidade.

No entanto, esta relutância em ser aberto e vulnerável pode levar à perda de oportunidades de ligação e crescimento pessoal.

8) Evitar interações sociais

Pessoas que não têm confiança tendem a evitar os holofotes. Eles odeiam se destacar e, em vez disso, tentam se misturar ao fundo.

Mas se alguém estiver lidando com uma grave falta de confiança, poderá evitar completamente os ambientes sociais.

Esse comportamento geralmente se deve a uma combinação de falta de confiança e extrema ansiedade social.

Para evitar os riscos percebidos de interação (como rejeição e humilhação), eles podem recusar continuamente convites para reuniões e eventos sociais.

No entanto, embora a evitação alivie temporariamente o desconforto e o constrangimento, em última análise, reforça os sentimentos de isolamento e limita as oportunidades de crescimento e conexão.

Lidando com a falta de confiança nas habilidades sociais

Se você ou alguém que você conhece costuma apresentar esses comportamentos, saiba que é possível aumentar sua confiança e prosperar em ambientes sociais.

O primeiro passo é reconhecer os problemas e aceitá-los como desafios a superar.

Em seguida, identifique as áreas que precisam de mais melhorias, como iniciar conversas, manter contato visual ou estabelecer limites.

Então, comece a dar pequenos passos em direção à melhoria.

O desenvolvimento de habilidades sociais exige prática e paciência, por isso não espere mudanças da noite para o dia. Aos poucos, exponha-se a mais situações sociais, estabelecendo pequenos desafios que aumentam com o tempo.

Enfrente quaisquer pensamentos negativos que surgirem ao fazer isso e substitua-os por outros mais positivos. Por fim, lembre-se de comemorar seu progresso, por menor que seja, ao longo do caminho!

Perdeu seu senso de propósito?

Nesta era de sobrecarga de informação e pressão para satisfazer as expectativas dos outros, muitos lutam para se conectarem com o seu propósito e valores fundamentais. É fácil perder a bússola interior.

Jeanette Brown criou este PDF gratuito de descoberta de valores para ajudar a esclarecer suas motivações e crenças mais profundas. Como experiente coach de vida e professora de autoaperfeiçoamento, Jeanette orienta as pessoas em grandes transições, realinhando-as com seus princípios.

Seus exercícios de valores exclusivamente perspicazes iluminarão o que o inspira, o que você representa e como pretende operar. Isso serve como um filtro refrescante para desligar o ruído social, para que você possa fazer escolhas baseadas no que é mais importante para você.

Com seus valores claramente ancorados, você ganhará direção, motivação e bússola para tomar decisões a partir do seu melhor – em vez de emoções passageiras ou influências externas.

Pare de vagar sem propósito. Redescubra o que faz você ganhar vida com o guia de clareza de valores de Jeanette Brown.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.