A vida é uma série de altos e baixos. É uma jornada constante que exige tenacidade e resiliência. Como Lachlan Brown, fundador do Hack Spirit e entusiasta da atenção plena, observei que aqueles que seguem em frente na vida, apesar das adversidades, demonstram certos comportamentos comuns.

Essas pessoas persistentes têm uma maneira única de encarar a vida, vendo os obstáculos não como becos sem saída, mas como trampolins. E adivinha? São esses comportamentos que podem fazer toda a diferença.

Neste artigo, compartilharei com vocês os 8 comportamentos que normalmente são apresentados por pessoas que simplesmente não sabem como desistir. Esses insights vêm de anos de estudo da atenção plena e do comportamento humano, e acredito que podem inspirar a todos nós a seguir em frente, não importa o que a vida coloque em nosso caminho.

Vamos começar.

1) Aceite o desconforto

Na jornada da vida, quem se recusa a desistir muitas vezes tem uma coisa em comum: não tem medo do desconforto.

O desconforto faz parte da vida. É nos momentos de dificuldades, lutas e incertezas que acontece o verdadeiro crescimento. Os campeões da resiliência entendem isso e não apenas toleram o desconforto, mas também o abraçam.

Considere a atenção plena e os ensinamentos do Budismo. Eles nos guiam para aceitar a impermanência da vida e a inevitabilidade do sofrimento. Essa aceitação não tem a ver com resignação, mas com a compreensão de que a vida é um fluxo constante de prazer e dor.

Pessoas que nunca desistem veem o desconforto como uma oportunidade de aprender e crescer. Eles reconhecem que cada desafio é uma oportunidade para desenvolver as suas competências, testar a sua coragem e tornar-se mais forte.

Assim, quando as coisas ficam difíceis, eles não procuram atalhos ou saídas fáceis. Em vez disso, eles se esforçam, enfrentam o desconforto de frente e seguem em frente.

Nem sempre é fácil, mas é essa mentalidade que os diferencia. Sua disposição de aceitar o desconforto torna-se seu maior aliado em sua busca incansável de avançar na vida.

Como diz o velho ditado: sem pressão, sem diamantes. O desconforto faz parte do processo. É o que nos ajuda a crescer e progredir. E é algo que as pessoas que nunca desistem aprenderam a abraçar.

2) Cultive uma atitude positiva

Como alguém que passou anos investigando os ensinamentos do Budismo e da atenção plena, posso dizer com certeza que manter uma atitude positiva é uma virada de jogo. Não se trata de ignorar a realidade ou fingir que está tudo bem quando não está. Em vez disso, trata-se de escolher focar no que é bom e usar isso como combustível para seguir em frente.

Pessoas que nunca desistem dominam esta arte do pensamento positivo. Eles entendem que a vida vai lançar obstáculos, mas também sabem que sua reação a esses obstáculos está sob seu controle.

Thich Nhat Hanh, um renomado monge budista e especialista em mindfulness, disse certa vez: “Porque você está vivo, tudo é possível”. Esta citação resume a mentalidade daqueles que perseveram. Eles acreditam no reino das possibilidades e esta crença muitas vezes serve como luz guia, iluminando o seu caminho mesmo nos tempos mais sombrios.

Sua atitude é como um pincel. Pode colorir o seu mundo com tons vibrantes de positividade, esperança e resiliência. E aqueles que nunca desistem? Eles optam por pintar o seu mundo com as cores mais brilhantes possíveis.

3) Pratique a atenção plena

Na agitação da vida, é fácil ficar preso ao passado ou preocupar-se com o futuro. Esse cabo de guerra constante pode nos fazer sentir esgotados e desconectados do momento presente. No entanto, aqueles que continuam avançando têm uma arma secreta: a atenção plena.

Mindfulness, um princípio central do Budismo, consiste em estar totalmente engajado no aqui e agora. Trata-se de observar sem julgar seus pensamentos, sentimentos e sensações à medida que surgem e desaparecem.

Essa prática não só ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade, mas também promove uma maior sensação de clareza e foco. Permite que você veja as coisas como elas realmente são, não como você imagina que sejam.

Quando a vida fica difícil, quem nunca desiste não foge nem enterra a cabeça na areia. Eles permanecem firmes no momento presente, reconhecendo seus desafios sem se deixarem dominar por eles.

Viver conscientemente não significa que a vida estará livre de dificuldades. Mas significa que você estará mais bem equipado para lidar com essas dificuldades quando elas surgirem.

Como disse Buda: “Não fique no passado, não sonhe com o futuro, concentre a mente no momento presente”. Essa sabedoria está no cerne da atenção plena e no âmago daqueles que continuam avançando, não importa o que a vida lhes apresente.

4) Aceite o fracasso como parte do crescimento

Vivemos numa sociedade que muitas vezes estigmatiza o fracasso, pintando-o como algo a evitar a todo custo. Mas quem nunca desiste vê as coisas de forma diferente. Eles entendem que o fracasso não é uma medida de autoestima, mas um passo necessário para o crescimento e o sucesso.

A atenção plena nos ensina a observar nossas experiências sem julgamento. Isso inclui nossas falhas. Em vez de nos culparmos pelos erros, a atenção plena nos incentiva a ver esses casos como oportunidades de aprendizagem e crescimento.

Aqueles que continuam avançando são capazes de se separar de seus fracassos. Eles não os levam para o lado pessoal. Em vez disso, analisam o que deu errado, aprendem com isso e depois seguem em frente com maior conhecimento e experiência.

O fracasso não é o fim do caminho; é apenas um desvio ou um obstáculo. E para quem nunca desiste, são esses fracassos que se tornam trampolins no caminho para o sucesso.

Ao navegar pela vida, não tema o fracasso. Abrace isso. Aprenda com isso. Cresça com isso. Porque cada fracasso deixa você um passo mais perto do sucesso.

5) Mantenha a mentalidade do aluno

A vida é uma jornada de constante aprendizado e crescimento. Quem nunca desiste entende isso e promove uma mentalidade de aprendiz, sempre aberta a novas ideias, perspectivas e experiências.

No meu livro, Segredos ocultos do budismo: como viver com impacto máximo e ego mínimo, aprofundo a importância de manter a mente aberta e a vontade de aprender. Esta filosofia está profundamente enraizada no budismo e nos princípios da atenção plena.

As pessoas que continuam avançando não têm medo de admitir que não sabem tudo. Eles abraçam o desconhecido, vendo-o como uma oportunidade de aprender algo novo, em vez de algo a temer.

Eles entendem que cada pessoa que conhecem, cada experiência que vivenciam, cada desafio que enfrentam é uma oportunidade de aprender e crescer. E eles aproveitam essas oportunidades com as duas mãos.

Adotar a mentalidade de um aluno não significa saber todas as respostas. É uma questão de estar aberto a todas as perguntas. Porque é na busca por respostas que realmente crescemos e evoluímos.

6) Cultive a compaixão e a bondade

No mundo de hoje, onde a competição e o sucesso são frequentemente celebrados acima de tudo, é fácil perder de vista a importância da compaixão e da bondade. No entanto, para aqueles que nunca desistem, estes valores estão profundamente enraizados na sua abordagem à vida.

O Budismo nos ensina sobre a interconexão de todos os seres. Isso nos incentiva a estender compaixão e bondade aos outros e, principalmente, a nós mesmos. Não se trata apenas de ser legal; trata-se de reconhecer nossa experiência humana compartilhada.

As pessoas que continuam avançando entendem que a vida não é um jogo de soma zero. Eles sabem que seu sucesso não precisa acontecer às custas dos outros. Em vez disso, eles acreditam em elevar os outros enquanto sobem.

Eles também entendem que a autocompaixão é essencial para a resiliência. Tratam-se com bondade quando tropeçam ou caem, entendendo que a autocrítica só serve para drenar a sua energia e impedir o seu progresso.

Como disse o Buda: “Você pode procurar em todo o universo alguém que seja mais merecedor do seu amor e afeição do que você mesmo, e essa pessoa não será encontrada em lugar nenhum. Você mesmo, tanto quanto qualquer pessoa no universo inteiro, merece seu amor e carinho.”

Essa sabedoria enquanto você navega pela vida. Seja gentil com os outros, seja gentil com você mesmo. Porque nesta jornada de constante avanço, a compaixão e a gentileza podem ser seus maiores aliados.

7) Mantenha os pés no chão durante o sucesso

O sucesso pode ser uma experiência inebriante. Os elogios, o reconhecimento, a sensação de realização – é fácil se deixar levar. Porém, quem nunca desiste entende a importância de permanecer com os pés no chão mesmo quando está no topo.

Essas pessoas sabem que o sucesso é transitório, assim como tudo na vida. Eles permanecem humildes, lembrando-se de onde começaram e da jornada que empreenderam para chegar onde estão.

A atenção plena nos ensina a permanecer presentes em cada momento, a não nos deixarmos levar pelos triunfos passados ​​ou pelas aspirações futuras. Trata-se de apreciar o que você conquistou sem permitir que isso atrapalhe seu julgamento ou altere sua humildade.

O renomado especialista em mindfulness Jon Kabat-Zinn disse: “Você não pode parar as ondas, mas pode aprender a surfar”. Aqueles que nunca desistem são surfistas experientes. Eles navegam nas ondas do sucesso com graça e humildade, nunca perdendo de vista seu verdadeiro eu em meio às marés altas.

O sucesso não é um destino, mas uma jornada. E permanecer com os pés no chão durante esta jornada é o que realmente define você.

8) Reserve um tempo para descansar e refletir

No nosso mundo acelerado, a noção de descanso muitas vezes parece contra-intuitiva. Somos ensinados a acreditar que a ação constante é a chave para o sucesso. Mas quem nunca desiste sabe a importância de dar um passo atrás, descansar e refletir.

Mindfulness promove o valor da quietude e da reflexão. Isso nos incentiva a fazer uma pausa, respirar e nos reconectar com nosso eu interior. Não se trata de ser preguiçoso ou inativo; trata-se de dar à mente e ao corpo o descanso necessário que eles merecem.

Aqueles que continuam a avançar compreendem que o descanso não é um sinal de fraqueza, mas uma estratégia para a resiliência a longo prazo. Eles sabem que o esgotamento é real e que dedicar tempo ao autocuidado é crucial para o sucesso sustentável.

Eles regularmente reservam um tempo para refletir sobre sua jornada, seus desafios, seus sucessos e seus aprendizados. Esses momentos de reflexão proporcionam-lhes insights e clareza, alimentando seus próximos passos.

Não há problema em fazer uma pausa. Não há problema em descansar. Não está apenas tudo bem – é necessário. Porque às vezes é preciso desacelerar para ir rápido. Essa é a sabedoria contra-intuitiva que aqueles que nunca desistem entendem bem.

Conclusão

A jornada para o sucesso não é uma linha reta. É um caminho sinuoso cheio de altos e baixos, triunfos e retrocessos. Mas aqueles que continuam avançando, que nunca desistem, navegam nesse caminho com resiliência e graça.

Eles aceitam o desconforto, cultivam uma atitude positiva, praticam a atenção plena, veem o fracasso como um trampolim para o sucesso, mantêm a mentalidade do aluno, demonstram compaixão e bondade, permanecem firmes durante o sucesso e compreendem a importância do descanso e da reflexão.

Esses comportamentos não são inatos; eles são cultivados por meio de esforço e prática conscientes. E a boa notícia é que qualquer pessoa pode desenvolvê-los.

Se você estiver interessado em se aprofundar em algumas dessas práticas, especialmente aquelas relacionadas ao budismo e à atenção plena, convido você a conferir meu livro – Segredos ocultos do budismo: como viver com impacto máximo e ego mínimo. Tem sido um trabalho de amor e espero que possa lhe fornecer insights para avançar em sua jornada.

Lembre-se, não se trata de nunca cair; trata-se de sempre se levantar. Trata-se de seguir em frente, não importa o que aconteça. Então continue. Continue crescendo. E nunca desista.

Você gostou do meu artigo? Curta-me no Facebook para ver mais artigos como este em seu feed.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.