Você costuma ficar preso em um estado constante de fadiga, mesmo depois de dormir as oito horas recomendadas?

Sim, eu ouvi você.

Você está marcando todos os requisitos – uma dieta balanceada, exercícios regulares e sono suficiente. No entanto, você não consegue se livrar dessa sensação de exaustão.

É como se você estivesse infinitamente vazio.

E é frustrante, certo?

Acredite ou não, você não está sozinho nessa luta. Muitas pessoas enfrentam o mesmo problema diariamente.

Dito isto, pode não ser tão sombrio quanto parece.

Seus hábitos de vida podem ser os culpados silenciosos aqui. Os sinais nem sempre são claros como o dia.

Hoje, nos aprofundamos nos oito hábitos geralmente adotados por pessoas que se sentem perpetuamente cansadas, apesar de dormirem bastante.

Alguns deles podem surpreendê-lo.

1) Verificando constantemente seu smartphone

Eu sou culpado disso. É um hábito que se tornou uma segunda natureza para muitos de nós, inclusive eu.

Estamos apegados aos nossos dispositivos, navegando constantemente nas redes sociais, verificando e-mails ou jogando.

Mas você sabia disso tempo excessivo de telaespecialmente antes de dormir, pode prejudicar gravemente a qualidade do sono?

É verdade – a luz azul emitida pelos nossos dispositivos engana o nosso cérebro fazendo-o pensar que ainda é dia, suprimindo assim a produção de melatonina, a hormona do sono.

Percebi uma diferença significativa em meus níveis de energia quando fiz um esforço consciente para limitar meu tempo de tela, principalmente à noite.

2) Pular o café da manhã

Ei, entendi. As manhãs podem ser caóticas e, às vezes, o café da manhã é a primeira coisa a ser deixada de lado.

Mas o problema é o seguinte: pular o café da manhã pode estar contribuindo para o seu cansaço.

É como tentar ligar seu carro sem combustível

Eu também costumava pular o café da manhã até perceber o quanto isso afetava meus níveis de energia ao longo do dia.

O café da manhã dá início ao seu metabolismo e fornece a energia necessária para enfrentar o dia seguinte.

Desde que fiz questão de tomar um café da manhã balanceado todas as manhãs, tenho me sentido menos cansado e mais concentrado ao longo do dia.

3) Desidratação

Você pode não perceber isso, mas não beber água suficiente pode causar sensação de fadiga.

Nossos corpos são compostos por cerca de 60% de água, e mesmo uma leve desidratação pode afetar nossos níveis de energia e funções cognitivas.

Para garantir a ingestão suficiente de líquidos, é recomendado que os homens consomem cerca de 3,7 litros e as mulheres 2,7 litros de água por dia.

Isso equivale a cerca de oito a dez copos.

No entanto, se você for extremamente ativo ou morar em uma área quente, poderá precisar de mais água para se manter hidratado.

4) Negligenciar o autocuidado

Em nossas vidas aceleradas, muitas vezes colocamos nossas necessidades em segundo plano.

Esquecemos de fazer uma pausa, de respirar, de simplesmente ser.

Mas o problema é o seguinte: esforçar-se constantemente sem reservar tempo para cuidar de si mesmo pode fazer com que você se sinta esgotado e exausto.

Não é egoísmo priorizar o seu bem-estar. É necessário.

Quer seja tomar um banho relaxante, ler um livro, meditar ou simplesmente sentar-se calmamente durante alguns minutos todos os dias – são estes pequenos momentos de paz que reabastecem as nossas reservas de energia e nos ajudam a combater a fadiga.

5) Sobrecarga de cafeína

Adoro uma boa xícara de café. O aroma, o sabor, a energia que me dá pela manhã.

Mas o problema é o seguinte: muita coisa boa pode sair pela culatra.

Depender muito da cafeína para se manter acordado pode atrapalhar seus padrões de sono e levar a um ciclo vicioso de fadiga.

Descobri que limitar-me a uma ou duas xícaras por dia e evitar cafeína à noite me ajudou a manter um ciclo de sono mais saudável e, consequentemente, a me sentir menos cansado durante o dia.

Quem diria que meu estimulante favorito poderia realmente estar contribuindo para meu cansaço constante?

6) Falta de atividade física

Não importa o quanto você tenha descansado, se não se movimentar o suficiente durante o dia, você se sentirá cansado – com certeza.

Por outro lado, incorporar exercícios à sua rotina diária é uma forma poderosa de aumentar os níveis de energia.

A atividade física estimula a liberação de endorfinas, neurotransmissores que promovem a sensação de bem-estar e reduzem a sensação de cansaço.

Além disso, o exercício regular melhora a saúde cardiovascular, a circulação e o fornecimento de oxigênio aos tecidos, o que pode aumentar os níveis de energia e combater a sensação de lentidão.

Quer seja uma caminhada rápida, uma sessão de ioga ou um treino na academia, adicionar exercícios à sua rotina pode revigorar o corpo e a mente, promovendo energia sustentada ao longo do dia.

7) Altos níveis de estresse

O estresse faz parte da vida, mas quando se torna crônico, pode causar sérios danos aos seus níveis de energia. De acordo com pesquisaro estresse desencadeia a resposta de “lutar ou fugir” do corpo.

Isso leva a uma descarga de adrenalina seguida por uma queda que pode fazer você se sentir esgotado.

Gerenciar o estresse é crucial para manter seus níveis de energia e saúde geral.

Pessoalmente, descobri que práticas de atenção plena, como meditação e exercícios de respiração profunda, podem fazer uma grande diferença no gerenciamento do estresse.

8) Ignorar problemas de saúde subjacentes

Se você está fazendo tudo certo – comendo bem, praticando exercícios, dormindo bastante – e ainda se sentindo constantemente cansado, talvez seja hora de consultar um médico.

A fadiga crônica pode ser um sinal de vários problemas de saúde subjacentes, como anemia, problemas de tireoide ou distúrbios do sono, como apnéia do sono.

Eu tinha uma amiga que estava sempre cansada, apesar de levar um estilo de vida saudável, e descobri que ela tinha hipotireoidismo. Depois que ela começou o tratamento, seus níveis de energia melhoraram dramaticamente.

Portanto, se você está sempre cansado e não consegue entender o porquê, não hesite em consultar um médico.

Quebrando o ciclo da fadiga: abraçando a vitalidade através de hábitos conscientes

Concluindo, compreender os hábitos que contribuem para o cansaço perpétuo nos capacita a tomar medidas proativas para recuperar a vitalidade.

Ao reconhecer e abordar comportamentos como más escolhas alimentares, estilos de vida sedentários, tempo excessivo de ecrã e gestão inadequada do stress, podemos libertar-nos do ciclo de fadiga.

Incorporar mudanças pequenas, mas significativas, como priorizar a higiene do sono, manter-se hidratado e introduzir exercícios regulares, pode restaurar gradualmente os nossos níveis de energia e melhorar o nosso bem-estar geral.

Com atenção plena e comprometimento, todos nós podemos superar o cansaço perpétuo e abraçar uma vida cheia de vitalidade e vigor.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.