A maioria dos estacionamentos de supermercados agora tem horários mínimos de estacionamento. A IA é frequentemente usada para monitorar vagas de estacionamento. Os motoristas estão indignados com isso.

IA em estacionamentos de supermercados

Muitos alemães ficam incomodados com a IA nos estacionamentos dos supermercados. Na verdade, hoje em dia a inteligência artificial é cada vez mais utilizada para os gerir. “Simplesmente conveniente para os clientes – não é necessário disco de estacionamento”, diz uma placa da Parkdepot, que oferece o serviço.

A empresa usa inteligência artificial para reconhecer automaticamente as placas: “O estacionamento indevido é detectado e os não clientes são eliminados. Dessa forma, valiosas vagas de estacionamento são disponibilizadas exclusivamente aos seus clientes, mesmo nos horários de pico”, afirma a empresa em seu site.

“Receba multa de 30 euros”: clientes de supermercados incomodam-se com IA nos estacionamentos

A violação das regras de estacionamento no respetivo parque de estacionamento acarreta multa de 20 a 40 euros. O dinheiro vai para empresas. A tecnologia não foi particularmente bem recebida pelos compradores de supermercados.

Na postagem do Blaulicht-Report MYK no Facebook sobre Parkdepot, os usuários compartilham seus pensamentos e impressões sobre a empresa: “Estacionei lá no domingo e não ocupei vaga de cliente porque a loja estava fechada. Mas ainda recebi uma multa de 30 euros. Quem pensa que isso é bom e certo, bem”escreve um dos usuários.

Outro usuário também está insatisfeito: “Basta evitar lojas com esse serviço”.

Mas as multas elevadas não são o único motivo de insatisfação das empresas. Além disso, a inteligência artificial nem sempre está certa. Em matéria da RBB de 29 de abril, um cliente de supermercado relatou que recebeu um ingresso do Parkdepot por engano. Ele é acusado de ocupar uma vaga de estacionamento o dia todo.

A empresa exigiu então uma multa de 40 euros. Na verdade, ele estacionou apenas meia hora. Park Depot finalmente admitiu o erro. Segundo a empresa, este foi um incidente isolado.

No entanto, a investigação da RBB mostrou que os erros técnicos são mais comuns. Outros clientes também receberam cartas de penalidade incorretamente.

Como as empresas ganham dinheiro com as multas, o advogado Arndt Kempgens suspeita que haja um cálculo por trás das falsas notificações de multas. “Temos que pensar se as empresas estão mesmo interessadas na ocorrência de tais violações?” Ele duvida da admissibilidade de tal tecnologia.

Leia também:

Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.