Está se sentindo um pouco desanimado ultimamente? Como se você estivesse apenas seguindo os movimentos?

Você sabe, aquela sensação de quando a vida parece mais em preto e branco do que em cores?

Ei, entendi. Todos nós temos esses dias ou até semanas.

Mas o problema é o seguinte: não precisa ser assim.

Neste artigo, vamos desvendar alguns hábitos que podem estar fazendo você se sentir entorpecido.

Estamos nos despedindo desses comportamentos.

E olá para uma vida em que nos sentimos conectados novamente.

Então você está pronto?

Vamos começar!

1) Viver no piloto automático

Você sabe do que eu estou falando. É como se você estivesse apenas seguindo os movimentos da vida, sem realmente estar presente.

Acorde, vista-se, tome café da manhã, vá trabalhar, volte para casa, durma. Repita.

Soa familiar?

Isso se chama viver no piloto automático e é um caminho rápido para se sentir emocionalmente entorpecido.

Quando não estamos ativamente envolvidos em nossas vidas, começamos a nos sentir desconectados.

Mas não se preocupe, podemos dar a volta a este navio.

Como? Começando a prestar atenção nas pequenas coisas da vida.

Reserve um momento para saborear verdadeiramente o seu café da manhã. Sinta o sol na sua pele. Observe a cor do céu.

Essas ações simples podem ajudá-lo a sair do piloto automático e começar a se sentir conectado novamente.

2) Ignorando seus sentimentos

Você já se pegou ignorando seus sentimentos?

Talvez você esteja triste, mas diga a si mesmo que não é grande coisa. Ou talvez você esteja chateado, mas decida simplesmente ignorar.

É fácil pensar que ignorar nossos sentimentos os faz desaparecer, mas isso está longe de ser verdade.

O que realmente acontece é que eles se acumulam em segundo plano, fazendo com que nos sintamos emocionalmente entorpecidos com o tempo.

Precisamos começar a reconhecer nossos sentimentos, tanto os bons quanto os ruins.

Sentindo triste? Está tudo bem, deixe-se sentir. Nervoso? Tudo bem também.

Ao reconhecer e aceitar nossas emoções, podemos começar a nos reconectar com nós mesmos.

Lembre-se de que todo sentimento é válido e você tem todo o direito de experimentá-lo.

3) Ser muito duro consigo mesmo

Ok, hora da confissão. Eu costumava ser meu pior crítico.

Se algo desse errado, eu me culparia imediatamente. Se eu cometesse um erro, passaria horas me culpando por isso. Parece familiar, certo?

Bem, deixe-me dizer, ser tão duro comigo mesmo foi um dos maiores contribuintes para meu entorpecimento emocional.

Com o tempo, percebi que me criticar constantemente não ajudava. Na verdade, estava fazendo mais mal do que bem.

Em vez de aprender com meus erros e seguir em frente, fiquei preso nesse ciclo de autocrítica e culpa.

E adivinha? Depois que comecei a me tratar com mais gentileza e compreensão, as coisas começaram a mudar.

Comecei a me sentir mais conectado às minhas emoções e a mim mesmo.

Então, se você também está sendo muito duro consigo mesmo, é hora de abandonar esse hábito.

Lembre-se, somos todos humanos e todos cometemos erros. É como aprendemos e crescemos.

Então, da próxima vez que você errar, tente tratar-se com a mesma gentileza que você mostraria a um amigo. Você pode se surpreender com o quão melhor você se sente.

4) Passar muito tempo sozinho

Aqui está um fato interessante: os humanos são criaturas sociais.

De acordo com pesquisara interação social não só nos ajuda a nos sentirmos mais conectados, mas também é crucial para a nossa saúde mental.

Agora, não estou dizendo que você precisa ser a vida da festa ou estar constantemente cercado de pessoas.

Mas se você tem passado muito tempo sozinho ultimamente, isso pode estar contribuindo para a sua sensação de entorpecimento emocional.

Tente entrar em contato com um amigo ou familiar. Até mesmo uma conversa rápida ou um encontro para um café podem fazer uma grande diferença.

E ei, se você está se sentindo aventureiro, por que não entrar em um clube ou escolher um novo hobby? É uma ótima maneira de conhecer novas pessoas e despertar emoções adormecidas.

5) Não cuidar da saúde física

Vamos conversar um pouco sobre algo que realmente me é caro – nossa saúde física.

Veja, o problema é que nossos corpos e mentes estão profundamente conectados. Quando um sofre, o outro também.

Se você não está comendo bem, ou deixando de fazer exercícios, ou perdendo o sono, não é apenas o seu corpo que sente o impacto. Suas emoções também.

Sentir-se emocionalmente entorpecido pode ser a maneira que seu corpo usa para lhe dizer que algo está errado.

Então, por favor, cuide-se. Você merece se sentir bem, tanto física quanto emocionalmente.

Beba muita água. Coma alimentos nutritivos. Mova seu corpo de uma maneira que seja boa para você. Descanse o suficiente.

Cuidar da sua saúde física pode ter um enorme impacto no seu bem-estar emocional.

6) Não estabelecer limites pessoais

Serei honesto com você – eu costumava ser uma pessoa do tipo “sim”.

Você sabe, o tipo de pessoa que acha difícil dizer não, mesmo quando dizer sim significava me esforçar demais.

Achei que dizer sim o tempo todo faria as pessoas gostarem mais de mim. Mas tudo o que isso fez foi me deixar esgotado e emocionalmente desconectado.

Foi quando percebi a importância de estabelecer limites pessoais.

Aprender a dizer não, reservar um tempo para mim mesmo, decidir o que vou ou não tolerar – essas coisas fizeram uma grande diferença.

Comecei a me sentir mais sintonizado com minhas próprias necessidades e emoções.

Então, se você também é uma pessoa que diz “sim”, talvez seja hora de começar a estabelecer alguns limites pessoais.

Pode ser difícil no começo, mas acredite, no final vale a pena.

Você tem o direito de se colocar em primeiro lugar. E fazer isso pode ajudar a trazer suas emoções de volta ao foco.

7) Fugindo da mudança

Eu vou ser sincero com você. A mudança é assustadora. É imprevisível, incerto e nos tira de nossas rotinas confortáveis.

Mas aqui está a verdade crua: evitar a mudança é como viver numa bolha. E essa bolha pode ficar bastante entorpecente depois de um tempo.

Veja, a mudança é o que torna a vida vibrante. Nos tira da zona de conforto, nos faz sentir coisas que nunca sentimos antes.

Mas se continuarmos a esquivar-nos, estaremos a perder aquelas emoções humanas cruas e reais – medo, excitação, antecipação, alegria.

Então, se você está fugindo das mudanças, talvez seja hora de parar. Respire fundo e abrace-o.

Sim, será desconfortável no início. Mas esse desconforto? Isso é você sentindo de novo. E acredite em mim, vale a pena.

8) Ignorando suas paixões

Aqui está algo fascinante: um estudo descobriu que pessoas que se envolvem em atividades pelas quais são apaixonados sentir-se mais positivo e ter maior autoestima.

Mas o que acontece quando ignoramos nossas paixões?

Quando ficamos tão envolvidos na agitação da vida que esquecemos de fazer o que amamos?

É isso mesmo, começamos a nos sentir desconectados. Dormente.

Se você tem negligenciado suas paixões, é hora de reacender essa chama.

Talvez você goste de pintar, fazer caminhadas ou tocar música. Seja o que for, reserve um tempo para isso.

Fazer algo que você ama não só traz alegria, mas também ajuda você a se reconectar com suas emoções.

Lembre-se, a vida é muito curta para ignorar o que faz seu coração cantar.

9) Comparação constante

Vou lhe contar um segredo: eu costumava comparar constantemente.

Você sabe, sempre olhando para o que os outros tinham, o que estavam fazendo, como pareciam ter tudo sob controle. Foi exaustivo.

E pior, isso me fez sentir entorpecido, como se estivesse vivendo a vida de outra pessoa em vez da minha.

Quando finalmente dei um passo para trás e parei de comparar minha vida com a dos outros, as coisas começaram a mudar.

Comecei a me concentrar na minha própria jornada, no meu próprio progresso, na minha própria felicidade.

E adivinha? Comecei a sentir novamente. Sinto-me orgulhoso de minhas realizações, entusiasmado com meus objetivos, satisfeito com minha vida.

Então, se você está constantemente se comparando aos outros, é hora de dar um passo atrás.

Sua vida é sobre você, não sobre eles.

E focar em sua própria jornada pode ajudá-lo a se reconectar com suas emoções e a começar a se sentir vivo novamente.

10) Permanecer em relacionamentos tóxicos

Aqui está uma verdade honesta: relacionamentos tóxicos podem sugar sua vida.

Seja um amigo, um parceiro ou até mesmo um membro da família, estar perto de alguém que constantemente o deprime pode fazer você se sentir entorpecido.

Você começa a questionar seu valor, suas decisões, seus sentimentos.

Mas deixe-me dizer uma coisa: você merece coisa melhor.

Você merece relacionamentos que o elevem, não o desanimem, que o façam sentir-se vivo e não entorpecido.

Portanto, se houver um relacionamento tóxico em sua vida, talvez seja hora de reconsiderá-lo.

Não será fácil, mas você é forte. E sua saúde emocional vale a pena.

11) Negligenciar a autorreflexão

Vamos cair na real por um momento: auto-reflexão pode ser difícil.

Exige que confrontemos nossos pensamentos e sentimentos, os bons e os maus.

Mas evitar a autorreflexão significa evitar o nosso verdadeiro eu. E isso pode levar ao entorpecimento emocional.

Reservar um tempo todos os dias para refletir sobre nossos sentimentos e experiências pode nos ajudar a nos reconectarmos com nós mesmos.

Então, por que não tentar? Pegue um diário ou reserve alguns minutos todos os dias para pensar sobre como você está se sentindo.

Pode ser desconfortável no início, mas com o tempo pode ajudar a trazer de volta a cor à sua vida.

12) Ignorar o mundo ao seu redor

Por último, mas não menos importante, vamos falar sobre o mundo que nos rodeia.

Quando nos sentimos entorpecidos, é fácil recuar para a nossa própria bolha e ignorar o que está acontecendo no mundo.

Mas isso isolamento muitas vezes pode nos fazer sentir ainda mais desconectados.

Envolver-nos com o mundo que nos rodeia – seja participando em eventos comunitários ou apenas dando um passeio na natureza – pode ajudar-nos a sentir-nos mais ligados e menos entorpecidos.

Então dê um passo para fora da sua bolha. O mundo está esperando por você.

E lembre-se: não há problema em se sentir entorpecido. Mas também não há problema em abandonar isso e começar a sentir novamente. Você tem isso.

Perdeu seu senso de propósito?

Nesta era de sobrecarga de informação e pressão para satisfazer as expectativas dos outros, muitos lutam para se conectarem com o seu propósito e valores fundamentais. É fácil perder a bússola interior.

Jeanette Brown criou este PDF gratuito de descoberta de valores para ajudar a esclarecer suas motivações e crenças mais profundas. Como experiente coach de vida e professora de autoaperfeiçoamento, Jeanette orienta as pessoas em grandes transições, realinhando-as com seus princípios.

Seus exercícios de valores exclusivamente perspicazes iluminarão o que o inspira, o que você representa e como pretende operar. Isso serve como um filtro refrescante para desligar o ruído social, para que você possa fazer escolhas baseadas no que é mais importante para você.

Com seus valores claramente ancorados, você ganhará direção, motivação e bússola para tomar decisões a partir do seu melhor – em vez de emoções passageiras ou influências externas.

Pare de vagar sem propósito. Redescubra o que faz você ganhar vida com o guia de clareza de valores de Jeanette Brown.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.