O Cine Brasília, na Entrequadra 106/107 Sul, entra em uma nova fase em 2024. O cinema será reformado para proporcionar conforto e acessibilidade aos frequentadores e mais qualidade nas exibições. Além disso, um novo edital de gestão compartilhada será publicado nos próximos dias para dar continuidade aos trabalhos no espaço. O atual contrato com a organização da sociedade civil (OSC), que já havia sido prorrogado após 14 meses de vigência, chega ao fim nesta quarta-feira (7).

Após a “sessão de despedida” nesta quarta (7), as atividades no Cine Brasília ficarão suspensas por até três meses, quando o equipamento público entra em obras e o novo edital de gestão compartilhada segue sua tramitação | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Antes do início do restauro, o equipamento público terá uma sessão especial gratuita. Nesta quarta-feira (7), o cinema exibe o filme nacional Ó bom, Ó 2 na sessão das 20h30. Continuação do longa-metragem de 2007, a narrativa acompanha a busca de Roque (Lázaro Ramos) pela fama como cantor lançando sua primeira música. Logo após a exibição, ocorre um debate com a presença do ator Vinícius Nascimento, que dá vida ao personagem Cosme. A entrada é gratuita, mediante retirada de ingresso na bilheteria.

Após a “sessão de despedida”, as atividades no espaço ficarão suspensas por até três meses, quando o equipamento público entra em obras e o novo edital de gestão compartilhada segue sua tramitação.

O filme ‘Ó Pai, Ó 2’ será exibido gratuitamente nesta quarta (7), às 20h30 | Foto: Divulgação

“Nesse período em que a OSC esteve na gestão ela fez laudos de inspeção predial e de reforma que seriam necessários no Cine Brasília. Acabamos fazendo de um jeito que o tempo em que o cinema estivesse fechado para a reforma também fosse o tempo do edital seguir os trâmites burocráticos. A nossa ideia é que o fim da reforma coincida com a entrada da nova OSC e da programação fílmica”, explica a coordenadora substituta de Audiovisual da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), Tathiana Dal Col.

Novo edital

Previsto para ser lançado nos próximos dias, o edital de chamamento visa selecionar uma OSC para fazer a gestão compartilhada do cinema por um período de 36 meses, pelo investimento de R$ 6 milhões. Mais do que estender o prazo de vigência, o novo contrato prevê exibições de produções de fora do mainstream e a promoção de atividades culturais diversas no equipamento público.


“A nossa ideia é que o fim da reforma coincida com a entrada da nova OSC e da programação fílmica”
Tathiana Dal Col, coordenadora substituta de Audiovisual da Secec

“A nova versão é muito parecida com a anterior, mas mudamos algumas obrigatoriedades para fortalecer e promover o audiovisual do DF. Também fizemos algumas alterações para garantir que seja uma gestão mais compartilhada, para que a secretaria esteja mais próxima das ações com a OSC”, revela a coordenadora.

Após a publicação, o edital ficará aberto por 30 dias, além dos prazos para interposição de recurso e publicação do resultado final. Depois há mais 30 dias para formalizar a gestão. O tempo mínimo de duração do processo é de 60 dias. “O cronograma foi feito para que o edital e a obra andassem juntos. Esperamos que entre dois ou três meses tudo volte à normalidade no Cine Brasília”, acrescenta Tathiana Dal Col.

Com investimento de R$ 1,5 milhão provenientes da Lei Paulo Gustavo e de recursos próprios da Secec, a reforma inclui a criação da acessibilidade dos banheiros, substituição das partes elétrica e hidráulica, impermeabilização do telhado, reparos nas caixas de luz na área externa e restauros na obra Candango, que fica exposta na entrada do cinema. A previsão é de que os trabalhos durem até 90 dias.

Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.