Uma exploração inovadora sobre a associação entre ciclos menstruais e ataques epilépticos está em andamento, liderada pela pesquisadora de Auckland, Dra. Rachel Sumner. Este estudo pioneiro no mundo foi possível graças a uma generosa doação de US$ 264.000 da Auckland Medical Research Foundation.

Procurando padrões em períodos e convulsões

O objetivo principal desta pesquisa pioneira é compreender como as flutuações hormonais ao longo do ciclo menstrual impactam a gravidade e a frequência das convulsões em indivíduos com diagnóstico de epilepsia. Participantes como Morgan Reid, um epiléptico que documenta meticulosamente suas convulsões, relataram um padrão discernível de convulsões que ocorrem durante ou próximo ao período menstrual.

Da descoberta aos tratamentos personalizados

Dr. Sumner está otimista de que desvendar a intrincada relação entre hormônios e convulsões poderia abrir caminho para tratamentos personalizados para milhares de mulheres Kiwi que lutam contra a epilepsia. “Ao compreender estas ligações”, explica ela, “podemos desenvolver terapias específicas que não só abordem as crises epilépticas, mas também considerem os aspectos hormonais da doença”.

Revelações de pesquisa

Numa reviravolta emocionante, a equipa de investigação descobriu recentemente uma ligação direta entre as flutuações hormonais durante o ciclo menstrual e a frequência das crises epilépticas nas mulheres. O estudo de referência, publicado na Cellular Endocrinology, revela que a queda nos níveis de estrogénio que precede a menstruação pode instigar convulsões em algumas mulheres com epilepsia.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.