No cenário corporativo em constante evolução, 2023 marcou um marco significativo na gestão de viagens de negócios. A Corporate Traveller, entidade líder neste setor, revelou estratégias-chave que permitiram às empresas reduzir substancialmente as suas despesas de viagem. Ao empregar essas táticas, as empresas poderiam navegar no intrincado labirinto dos custos de viagens corporativas, reduzindo efetivamente as despesas médias de viagem.

Planejamento Estratégico: A Pedra Angular da Poupança

Reservar voos com mais de duas semanas de antecedência surgiu como um divisor de águas, permitindo que as empresas garantissem descontos antecipados nas tarifas. O mito de que as reservas de última hora conduzem a preços mais baixos foi desmascarado, com evidências que apontam para os benefícios de planear com pelo menos um mês de antecedência para obter poupanças máximas.

A organização inteligente e a flexibilidade nas datas das viagens desempenharam um papel fundamental nestas poupanças. As empresas que otimizaram os seus horários e demonstraram adaptabilidade nos seus planos de viagem colheram recompensas financeiras substanciais. Um desses casos viu um cliente economizar impressionantes US$ 120.000 em 800 reservas.

A arte de viajar

Além das estratégias principais, vários “hacks” de viagens surgiram como poupanças eficazes de dinheiro. Entre elas, reservas de quarto ou meia hora, inscrição em programas de viagens com benefícios adicionais e opção por voos com condições favoráveis ​​para alterações e créditos.

Incentivar viagens apenas de mão tornou-se outra medida popular de redução de custos, reduzindo taxas de bagagem e agilizando o processo de viagem. As empresas também aproveitaram acordos de “disponibilidade do último quarto” com hotéis para garantir tarifas, reduzindo ainda mais as despesas.

Agrupamento e centralização: as novas normas

As empresas descobriram o poder de agrupar voos, hotéis e transferências de aeroporto, gerando economias notáveis. A escolha de hotéis com localização central também se revelou benéfica, minimizando as necessidades de transporte e contribuindo para reduções globais de custos.

Face às pressões económicas, estas práticas assumiram um significado acrescido. Apesar de 91% das PME continuarem a dar prioridade às viagens de negócios, a necessidade de cortar custos era inegável. Com a ajuda de empresas de gestão de viagens, as empresas poderiam navegar com sucesso neste terreno desafiador.

À medida que avançamos em 2024, estas estratégias continuam a ser relevantes. As previsões prevêem flutuações nas tarifas aéreas, tarifas de alojamento e inflação, tornando as medidas de redução de custos mais cruciais do que nunca. O compromisso com viagens sustentáveis ​​também pesa fortemente nas políticas de viagens corporativas, acrescentando outra camada de complexidade ao conjunto.

Neste mundo dinâmico, as lições de 2023 servem de guia para as empresas que procuram otimizar as suas despesas de viagem. À medida que as linhas entre tecnologia, humanidade e economia se confundem, a narrativa da evolução continua a desenrolar-se.



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.