Própolis

A própolis é uma substância resinosa coletada pelas abelhas em brotos de árvores e outras fontes botânicas, usada para selar e proteger suas colmeias. Conhecida por suas propriedades antimicrobianas, a própolis tem sido utilizada na medicina tradicional para auxiliar na cicatrização de feridas, estimular o sistema imunológico e tratar diversas doenças.

Um novo estudo examinou como a artepillina C afeta as células saudáveis ​​e cancerosas, ao mesmo tempo que investigou como as mudanças no pH do meio influenciam a sua eficácia.

A própolis é utilizada há muito tempo na medicina tradicional e vem ganhando atenção da comunidade científica após a comprovação de seus benefícios à saúde, que incluem propriedades antioxidantes, antiinflamatórias, antimicrobianas, antitumorais e imunomoduladoras.

Sua composição varia de acordo com a origem, localização geográfica e tipo de abelha espécies que o produz. Pesquisadores vinculados à Universidade Estadual Paulista (UNESP) no Brasil e à Universidade do Sul da Dinamarca (SDU) se propuseram a analisar a própolis verde brasileira, produzida pela abelha africanizada (Apis melífera).

Seu principal componente é a artepilina C (3,5-diprenil-4-hidroxicinâmico ácido), um composto fenólico encontrado principalmente na resina de Baccharis dracunculifoliaplanta nativa brasileira (nome popular alecrim-do-campo) conhecido por ter propriedades antitumorais.

“Pesquisas anteriores mostraram que a artepilina C pode alterar modelos de membranas biológicas, filmes finos ao redor das células vivas, especialmente quando variamos o pH do meio em que são colocadas”, disse Wallance Moreira Pazin, professor do Departamento de Física e Meteorologia da Faculdade de Ciências de Bauru (FC) da UNESP.

Estudo sobre os efeitos da Artepillin C nas células

Os investigadores decidiram descobrir como as células saudáveis ​​e as células tumorais se comportavam bioquimicamente quando colocadas em contacto com a artepilina C, concentrando-se para esse efeito nos fibroblastos – as células primárias na cura e manutenção do tecido conjuntivo – e nas células do glioblastoma, respetivamente. O glioblastoma é o câncer cerebral primário mais comum.

O pH do meio de cultura também foi variado para verificar se um microambiente mais ácido levaria a diferentes efeitos da artepilina C. “Isso é relevante porque o tecido tumoral converte a glicose em ácido láctico e torna o microambiente extracelular mais ácido”, disse Pazin, primeiro autor do estudo. um artigo sobre a pesquisa publicado na revista Vida.

Em seguida, realizaram uma análise meticulosa dos efeitos da própolis nas membranas celulares, utilizando um microscópio óptico para observar a integridade, fluidez e morfologia das membranas. A análise mostrou que a artepilina C interagiu intensamente com as células tumorais, alterando sua fluidez e potencial de reorganização. Também desencadeou a autofagia, um processo de limpeza que envolve a degradação de componentes celulares desgastados, anormais ou com mau funcionamento.

O estudo contou com apoio da FAPESP por meio de quatro projetos (16/09633-4, 17/23426-4, 18/22214-6 e 20/12129-1). Segundo Pazin, contribui para uma compreensão mais profunda dos mecanismos de ação da substância e fornece insights para futuras pesquisas que levem a tratamentos inovadores para o câncer.

“No entanto, embora os ensaios in vitro tenham demonstrado alta eficiência nas atividades biológicas dessa molécula, a administração oral ou tópica aos pacientes seria prejudicada por certas particularidades, como baixa absorção e biodisponibilidade”, disse Pazin. “Nesse contexto, serão necessárias estratégias para potencializar sua ação terapêutica para que seja possível avançar no uso da artepillina C contra tumores. Um exemplo seria a implantação de nanocarreadores para liberação controlada.”

Referência: “Avaliação de citotoxicidade por dependência de pH de Artepillin C contra células tumorais” por Wallance M. Pazin, Renata R. Miranda, Karina A. Toledo, Frank Kjeldsen, Carlos JL Constantino e Jonathan R. Brewer, 8 de novembro de 2023, Vida.
DOI: 10.3390/life13112186



Share. Facebook Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.